O bicho-da-seda é a larva de uma mariposa. Quando nasce mede cerca de 2,5 mm de comprimento. Durante 42 dias alimenta-se sem parar, de folhas de amoreira e sofre quatro metamorfoses.
Quando atinge o tamanho de 5cm, começa então a tecer um casulo branco e brilhante, composto por um único fio. Com um movimento geométrico infinito, em torno de seu próprio corpo, após três dias de trabalho, estará envolta em um casulo confeccionado por um fio de aproximadamente 1200 metros. Se for deixada em paz... Em 12 dias se transformará numa borboleta.
Com esses fios, há quase três décadas, ando tecendo a minha história. Por um desejo simples, desprovido de maiores intenções, eis aqui um espaço onde me proponho a compartilhar minha trajetória e falar livremente sobre todo tipo de arte, incluindo a arte de viver.
Bem-vindos ao meu mundo, onde nem tudo é sempre colorido, transparente, leve, mas que guarda em si, todas essas possibilidades...

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Todo prazo se cumpre


Enquanto preparavam a festa dos meus 15 anos, (coisa que levou 6 meses) eu sonhava secretamente com a festa dos meus ainda distantes, 50 anos. Nessa época eu não era feliz. Eu não tinha amigos e me sentia inadequada em todos os setores da vida. Meus colegas de escola gostavam de rock, eu só gostava de samba. Minhas amigas suspiravam pelos bonitões, eu sonhava com um rapaz tão especial, que julgavam nem existir. Todos queriam uma profissão que rendesse muito dinheiro, eu queria uma que me desse muito prazer. Minha mãe um dia desejou que eu fosse freira, depois que fosse bioquímica, depois que eu encontrasse um bom marido, enquanto que eu só desejava encontrar um caminho que fosse o meu. Minha adolescencia foi cruel, dolorosa e solitária. Sempre desejei ter 50 anos. Sempre me interessei pelas pessoas de 50 que julgava mais interessantes e felizes, então projetava a minha felicidade para essa altura da vida. Era como sonhar com tempo para realizar. Projetar e trabalhar com muito tempo, não apenas 6 meses. Não exatamente tempo para redecorar a casa, fazer o vestido e organizar a festa. Tempo para construir minha própria "casa", ser linda e segura com um vestido simples e um baton suave. Tempo para construir um brilho no olhar, para aprender a caminhar de salto alto... tempo para encontrar os convidados dessa festa, enfim tempo para fazer o motivo da festa.
Enfim, chegou o dia! Meus tão esperados 50 anos!
Hoje é dia de dizer: "Gracias a la vida que me ha dado tanto!"
Minha maior alegria é olhar pra traz e ver que tudo o que eu plantei, floriu.
Tive os filhos que desejei ter e eles se tornaram homens independentes e fortes que para minha satisfação, fazem uma grande diferença no mundo.
Encontrei o rapaz difícil de encontrar. Ele é exatamente como eu sonhei e ele me ama exatamente do jeito que eu preciso. Um amor tardio que entrou nos meus ossos e que anda comigo.
Consegui encontrar meu caminho, uma escolha só minha quando aceitei a arte, mais do que uma vocação, uma devoção e isso proporcionou-me uma vida rica, dinâmica e interessante
Nestes 50 anos, vivi exatamente a vida que escolhi. Vivi de acordo com meus valores, meus desejos, meus propósitos e para isso,conscientemente, me dispus a pagar todos os preços, correr todos os riscos e suportar todas as consequencias...
Encontrei meus Amigos e sem eles eu jamais poderia envelhecer assim tão lindamente.
Encontrei a Religião que satisfaz minha necessidade de Deus, que para alem, muito alem de me atender as orações desesperadas, produziu em mim transformação e me fez responsável por meu próprio crescimento espiritual
E o que ainda não está do jeito que eu quero? varias coisas, muitas coisas... mas para essas eu não tenho tanta pressa. O tempo passa... e todo prazo se cumpre.

12 comentários:

Monica Loureiro disse...

Que lindo este Post ! Deu uma vontade de chorar ......Relembrei os meus 15 anos de complexos e de me achar a pior pessoa do mundo...
Ainda bem que tudo passa...

Parabéns, e DEUS te abençoe ainda muito !

André Kano disse...

Gracias a la vida, que é uma teia a prender-nos, a atar-nos, a amarrar-nos uns aos outros. Gracias a la vida, que num vôo de minha alma novata calhou de encontrar a teia da sua, e não me deixou mais desgrudar de você. Gracias a la vida, que mostrou-me que a teia da qual eu não podia mais me desvencilhar, essa teia sua, era na verdade uma cama elástica da qual me impulsionei para os espaços amplos em que agora habito. Gracias a la vida, essa nossa, cuja sensação de estarmos juntos não prende, não ata, não amarra, mas liberta.

Plim disse...

Hoje dia 16 de Dezembro de 2009, os meus sinceros Parabéns por tudo aquilo que és e que sabes criar em torno de ti...

Roberto disse...

-- Nosotros tenemos un lugar secreto y común donde tejemos y guardamos nuestras más íntimas caricias. Pero por ser hoy un dia especial para vos y todos los que te amamos, voy a dejar aquí algunos sentimientos para que todos sepan del placer y la gratitud que tengo por sentirme completamente tuyo.
Yo también, como vos, me fui construyendo con aquella masa hecha de sueños, amor, deseos,lagrimas, dicha y , no diría coraje, que es cosa de heroe de filme americano, y sí locura, mucha locura. Dios y el tiempo hicieron el milagro de esta unión. Amor, te amé desde siempre, desde la primera ilución, allá por mis ocho años, hasta el fin de un largo camino de amores sembrados que hoy floresen en el jardín de tu alma. No hay amor perdido. Hay amor esperando jardines. En eso somos exactamente iguales: Nunca desistimos de amar.
Feliz cumpleaños, mi bien. Que Dios bendiga tus proximos 50 y que me de salud para amarte con todo mi ser.

Gis disse...

Ita, primeiro de tudo, feliz aniversário. Segundo, parabéns pelo texto e pela pessoa maravilhosa que és. Não é todo mundo que passa pela vida e a colori com cores tão intensas e bonitas. És uma mulher arco-íris a brilhar lindamente no céu. E quem estiver ao teu lado, certamente escontrou um potão de ouro. Beijos e viva os 50! ;-)

Adriana Calábria disse...

Foi com lágrimas nos olhos que terminei de ler teu texto.

É um imenso privilégio poder considerar como amiga uma alma tão linda!

Felicidades, Ita! E "todo o amor que houver nessa vida" junto ao amor que escolheu e foi escolhida...

Que a vida te traga o que mais faltar e seja sempre repleta de paz, saúde e sucesso!

Um forte abraço!

Ita Andrade disse...

Para Monica:
Obrigada por participar da minha festa!
Para André:
Apenas meu olhar...
Para António:
Obrigada por ser grande o bastante....
Para Roberto:
Gracias a la vida que me ha dado tus canciones, tus manos e tu coracion.
Para Gis:
Isto não é um coment, é um poema! Obrigada querida!
Para Adriana:
Fique por perto nos proximos 50, ta?!

Véia da Teia disse...

paz e saudades de você


Veroca roca

Anônimo disse...

Ita,
seus textos são lindos, de uma grande sensibilidade!... Gostaria que fossem mais frequentes (rs).
Me identifico muito com vc, é até estranho. Sentimentos parecidos e são exatamente aqueles mais ocultos. O post de hoje foi demais, parece que fui eu quem o escrevi. Não que eu escreva tão bem...
Espero um dia poder dizer o mesmo sobre meus 50 anos! Tenho 31, gosto de gente mais velha, admiro a sabedoria daqueles que conhecem a vida e sonho em me tornar uma mulher de 40, 50, 60... q tenha orgulho da vida que soube construir.
Ah! Mais uma coincidência, faço mosaico...
Beijinhos.
Que Deus a abençoe.
Com carinho,
Cristina

Anônimo disse...

Com imensa alegria lembro do seu aniversário.
Sinto muito felicidade em ser sua amiga, porque você é uma pessoa especial como nenhuma outra que conheço.
Não sei se já conversei com alguém que se expressa com tanta clareza, como você.
Seja muito feliz, com o Roberto, rsrsrs. Felicidade eterna pra você querida Ita.
Um abraço bem apertado e quentinho.
Beijos nossos,
Marta e familia

Gis disse...

Ita, um ótimo 2010. Se você ganhar apenas uma pitada do que merece e desperta nos outros, tenho certeza que será um ano muito feliz. Bjoks.

Talma disse...

Esse post é simplesmente ma-ra-vi-lho-so!
Parabéns por tudo: pela felicidade alçançada, pelo texto e pelas sedas.
Bjs!!