O bicho-da-seda é a larva de uma mariposa. Quando nasce mede cerca de 2,5 mm de comprimento. Durante 42 dias alimenta-se sem parar, de folhas de amoreira e sofre quatro metamorfoses.
Quando atinge o tamanho de 5cm, começa então a tecer um casulo branco e brilhante, composto por um único fio. Com um movimento geométrico infinito, em torno de seu próprio corpo, após três dias de trabalho, estará envolta em um casulo confeccionado por um fio de aproximadamente 1200 metros. Se for deixada em paz... Em 12 dias se transformará numa borboleta.
Com esses fios, há quase três décadas, ando tecendo a minha história. Por um desejo simples, desprovido de maiores intenções, eis aqui um espaço onde me proponho a compartilhar minha trajetória e falar livremente sobre todo tipo de arte, incluindo a arte de viver.
Bem-vindos ao meu mundo, onde nem tudo é sempre colorido, transparente, leve, mas que guarda em si, todas essas possibilidades...

quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

Reflexão para as férias


"Yo quisiera poder hacer lo que me de la gana detrás de la cortina de la locura.
Asi, arreglaría las flores todo el día, pintaria el dolor, el amor y la ternura.
Me reiria a mis anchas de la estupidéz de los otros y todos dirian:
Pobre! Está loca!"
Frida Kahlo

8 comentários:

vida cotidiana disse...

Frida, só ela, com sua arte expressiva e peculiar. Sou fã das cores e da força marcante em seu trabalho. bjs

Lu Fuoco disse...

Ita, você apareceu! Que delícia...
Te desejo um 2009 repleto de alegrias, sorrisos e realizações.
Um beijo, Lu

Monica Loureiro disse...

Sou apaixonada por ela !
Saudades de você !
Beijim....

Gis disse...

Ai, coisa boa te ter de volta e esses posts gostosos! Adorei. Bjoo.

Calabresa disse...

Vc voltou!!!!
Que coisa boa...
Tava com saudades!
Bjssss

Marisa Pimenta disse...

Oi Ita, tava sumida, teve boas férias? Adorei esse texto.Passa lá no blog vivendo e pega um mimo da amizade p vc. Bjks e saudade

Valéria Martins disse...

Pois é, muita gente faz isso tudo e é chamada de louca. Tud bem, né?

Beijos,

Plim disse...

Uma das conhecidas frases de Frida e que na minha opinião retratam a trágica e dolorosa vida desta mulher..."pensavam que eu era uma surrealista, mas eu não era. Nunca pintei sonhos. Pintava a minha própria realidade".
Mas com uma enorme consciência, de rir da estupidez dos outros e nunca da "loucura" dela própria.
Bj meu