O bicho-da-seda é a larva de uma mariposa. Quando nasce mede cerca de 2,5 mm de comprimento. Durante 42 dias alimenta-se sem parar, de folhas de amoreira e sofre quatro metamorfoses.
Quando atinge o tamanho de 5cm, começa então a tecer um casulo branco e brilhante, composto por um único fio. Com um movimento geométrico infinito, em torno de seu próprio corpo, após três dias de trabalho, estará envolta em um casulo confeccionado por um fio de aproximadamente 1200 metros. Se for deixada em paz... Em 12 dias se transformará numa borboleta.
Com esses fios, há quase três décadas, ando tecendo a minha história. Por um desejo simples, desprovido de maiores intenções, eis aqui um espaço onde me proponho a compartilhar minha trajetória e falar livremente sobre todo tipo de arte, incluindo a arte de viver.
Bem-vindos ao meu mundo, onde nem tudo é sempre colorido, transparente, leve, mas que guarda em si, todas essas possibilidades...

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Pendura aí







Pendura aí as suas chaves e o casaco.
Pendura aí o que pode ficar para amanhã ou o que está pesado demais.
Só não pendura as chuteiras... que isto não foi feito pra isso.

8 comentários:

a Véia da Teia disse...

Ita, tá lindo isso!

Gis disse...

Tem que fazer um com vários pininhos pra pendurar colares. Amo!

Plim disse...

Sem querer dár mto trabalho, dá pra fazer um com 17 pinos bem fortes..? - É para pendurar o meu governo!
Pensando bem... Não merecem uma "coisinha" assim tão benfeitinha....
bjmeu

Ita Andrade disse...

Estamos aceitando os elogios, as sugestões e encomendas tambem he he he
Beijo procês, gente querida

Calabresa disse...

Eita que saudade de tu!!!
Mas pelo que estou vendo, o tempo está sendo super bem aproveitado.
Tá tudo lindo!
Abração beeeem apertado!

keyvan bueno disse...

amei o trabalho; vamos falar mais por fone.
bjs
key

Cris Cris disse...

Oieee,
ai q lindo!
adirei, quem sabe qdo tiver ai, compro um especial pra pndurar minhas dores?
beijo
Cris Cris

Milve-Sonhador disse...

Passei para matar a saudade e apreciar a beleza de sua arte.

Abraços

Milve