O bicho-da-seda é a larva de uma mariposa. Quando nasce mede cerca de 2,5 mm de comprimento. Durante 42 dias alimenta-se sem parar, de folhas de amoreira e sofre quatro metamorfoses.
Quando atinge o tamanho de 5cm, começa então a tecer um casulo branco e brilhante, composto por um único fio. Com um movimento geométrico infinito, em torno de seu próprio corpo, após três dias de trabalho, estará envolta em um casulo confeccionado por um fio de aproximadamente 1200 metros. Se for deixada em paz... Em 12 dias se transformará numa borboleta.
Com esses fios, há quase três décadas, ando tecendo a minha história. Por um desejo simples, desprovido de maiores intenções, eis aqui um espaço onde me proponho a compartilhar minha trajetória e falar livremente sobre todo tipo de arte, incluindo a arte de viver.
Bem-vindos ao meu mundo, onde nem tudo é sempre colorido, transparente, leve, mas que guarda em si, todas essas possibilidades...

sábado, 10 de julho de 2010

Aconteceu comigo...


Há tempo sentimos a necessidade premente de dispor de uma caminhonete para o transporte de nossas obras à novos mercados mas como a maré não está para peixe grande... a gente espera, trabalha com o que tem e reza . Mas Deus do céu! Quanto cansa esperar com esperança. Quanto é difícil manter o entusiasmo, trabalhar com as frustrações e enfrentar todas as dificuldades. O sofrimento me levou a um tempo de aprender palavras difíceis como renúncia, resignação e confiança. Primeiro descobri a diferença entre esperança e expectativa. Percebi que esperança nos enche os pulmões de ar puro e que expectativa nos sufoca. Compreendi que confiar em Deus significa saber que está tudo certo principalmente quando eu penso que não está. No domingo passado, tive por telefone, uma profunda conversa com meu filho sobre essas descobertas e sobre a nova postura que decidi adotar diante dos impasses da minha vida. Nos despedimos com palavras de estímulo e lembro de ele ter dito que a proxima semana seria muito feliz. Acatei apenas como um desejo sincero de um filho, sem nenhuma expectativa. Na quarta feira seguinte, no fim da tarde, recebi uma ligação dos três filhos distantes, em conferencia e ao mesmo tempo uma carta escrita por eles. Pediram que eu a lesse ao telefone. No primeiro paragrafo questionavam sobre o que poderia caber na carroceria de uma caminhonete e não chegaram a uma conclusão. Neste momento julguei que fossem me induzir a desistir do nosso sonho, mas seguem dizendo: "...O que nos importa mais, é saber se a caçamba desse utilitário consegue levar a admiração que temos por vocês como casal e como parceiros profissionais. Tem sido difícil para nós três, ver o potencial de vocês ofuscado pela falta de um recurso. O que estamos querendo dizer é que acreditamos não apenas com palavras, que estamos felizes por Deus nos ter capacitado para hoje poder prover essa alegria às suas vidas. Esse utilitário é a nossa demonstração recíproca do bem que vocês nos fazem ao vermos ambos felizes por estarem um na vida do outro..."
Emocionada mas sem entender nada, ouvi um deles dizer: Mamãe, agora abra a porta da sua casa...
Me faltou o ar, as pernas, o coração. La estava, embrulhada para presente à porta da nossa casa, uma linda caminhonete, licenciada, emplacada, assegurada e abastecida.
Estou certa de que meu punho não pode explicar a magia que eternizou aquele momento e o significado de tudo isso, tambem não há como descrever. Tampouco agradecimento que seja suficiente. Sendo assim, antes que as palavras diminuam os sentimentos, eu vou ficando por aqui.

5 comentários:

Marta Moniz disse...

Nossa, realmente Bahá'u'lláh é Maravilhoso! Estou tão feliz com essa notícia que não tenho palavras pra expressar tanta felicidade. Beijos carinhosos e fique com Deus!

Helena Erthal disse...

Ita,
Parabéns pelas conquistas, a maior delas é o grande amor que existe em sua família....a caminhonete veio somente ilustrar...
beijos

VARANDA - ATELIER LAURO MONTEIRO - PARATY-RIO DE JANEIRO disse...

uauuuuuuuuuuuu
ta vendo:
o impoirtante é ter fe!
fé na tábua!!!!!!!!!!!!!!!!1 heeh
Beijosssssssssssss

Adriana Calábria disse...

Ita

Estou imensamente feliz com a sua felicidade!

Vc merece, querida!

Saudades...

Abração!

Ana Paula disse...

Acho que não vou ler mais seu blog.Estou em uma nova fase, em uma nova cidade, aprendendo sobre esperança e expectativa. Fui neste sábado a tarde depois de uma soneca infeliz da qual fui despertada por um pesadelo no qual eu caía no buraco da Alice do País das maravilhas (era em preto em branco!) resolvi ver os blogs que sempre me inspiram...Mas vou ter coração para o próximo post? Que coisa linda...linda..linda...Obrigada.