O bicho-da-seda é a larva de uma mariposa. Quando nasce mede cerca de 2,5 mm de comprimento. Durante 42 dias alimenta-se sem parar, de folhas de amoreira e sofre quatro metamorfoses.
Quando atinge o tamanho de 5cm, começa então a tecer um casulo branco e brilhante, composto por um único fio. Com um movimento geométrico infinito, em torno de seu próprio corpo, após três dias de trabalho, estará envolta em um casulo confeccionado por um fio de aproximadamente 1200 metros. Se for deixada em paz... Em 12 dias se transformará numa borboleta.
Com esses fios, há quase três décadas, ando tecendo a minha história. Por um desejo simples, desprovido de maiores intenções, eis aqui um espaço onde me proponho a compartilhar minha trajetória e falar livremente sobre todo tipo de arte, incluindo a arte de viver.
Bem-vindos ao meu mundo, onde nem tudo é sempre colorido, transparente, leve, mas que guarda em si, todas essas possibilidades...

quarta-feira, 1 de outubro de 2008

Meu Hobby









Na época em que eu trabalhava exclusivamente para a TV Globo, vivia estressada pelos prazos apertadíssimos. Mesmo quando não havia pressão lá estava eu correndo sem nem saber porque, foi aí que minha terapeuta sugeriu para relaxar, que eu fizesse um trabalho de arte. Como assim? Eu respirava arte, trabalhava até dormindo, meu cérebro não parava nunca e ela queria que eu fizesse mais? Bem, ela na verdade propôs que eu fizesse algo apenas para me divertir, sem compromisso com nada e sem intenção comercial. Foi aí que eu descobri a paixão por decorar paredes. Ah! que delicia brincar em espaços grandes ou apenas uma coluna da cozinha como nas fotos acima. Daí fui me empolgando e acabei pintando caixinhas, porta chaves, os paninhos de prato, os bancos e o que apareceu, tudo com o mesmo tema. A cozinha fez tanto sucesso que quase mudo de profissão de tanta encomenda que apareceu. Já fiz parede de todo tipo; alegre, sóbria, poética, com seda, com terra, para quarto de bebê, de adolescente, de gente apaixonada, com letras de Vinicius, com sucata, com casca de ovo de codorna, vige! Um mar de possibilidades. Mas o interessante é que isso ficou tão completamente associado a puro prazer que até hoje não consegui cobrar um tostão por esse trabalho. Hoje estou pintando caixinhas e banquinhos. Não sei pra quem serão, mas precisava me proporcionar essa alegria, depois dos dias atormentados que passei... Quando ficarem prontos eu mostro.

8 comentários:

a Véia da Teia disse...

Amei este teu hobby, gostei muito da textura na parede!
Encaminhei um email pra ti.
Bjucas!

Rosane Queiroz disse...

Oi ita

voce e as lindezas de sempre
vou contar pra anita que tem presente, oba!
beijos

vida cotidiana disse...

O meu hobby também é esse, mais eu adorei o seu que para mim é mais do que hobby, bem conheci o seu blog hoje e adorei bjs

Marisa Pimenta disse...

Oi Ita, amei seu artesanato, tb já pintei mta coisa, mas tive problema c a tinta q me fez mal, aí tive q parar. Como está sua mãe, espero q bem. Vá no meu vivendodehistorias q tem um selo p vc pegar. Continue fazendo essas belezuras. Vou te linkar e vc linka os meus ok? Bjks

Monica Loureiro disse...

Nossa, lindo o seu Hobby...
É importante que a gente canalize nossa energia para o que nos dá prazer....Sem cobranças, claro...

Lu Fuoco disse...

Ita! Me apaixonei pelas paredes...
Como seu trabalho é maravilhoso. Olha, se quiser me dar um banquinho, eu nem reclamo...rs
Você mora em Parati, não é? Precisamos combinar um encontro.
Não estou perto, mas também nem tão longe. Moro em Caraguatatuba!
Um beijo!
Lu

Sonhador disse...

Belo trabalho combinando exatamente com quem ama a arte, e ainda por cima voce está bem na foto.

Abraços

Vivianne Pontes disse...

Amei seu blog, amei seus tecidos, amei seu carinho pelo Godô! Um beijo.