O bicho-da-seda é a larva de uma mariposa. Quando nasce mede cerca de 2,5 mm de comprimento. Durante 42 dias alimenta-se sem parar, de folhas de amoreira e sofre quatro metamorfoses.
Quando atinge o tamanho de 5cm, começa então a tecer um casulo branco e brilhante, composto por um único fio. Com um movimento geométrico infinito, em torno de seu próprio corpo, após três dias de trabalho, estará envolta em um casulo confeccionado por um fio de aproximadamente 1200 metros. Se for deixada em paz... Em 12 dias se transformará numa borboleta.
Com esses fios, há quase três décadas, ando tecendo a minha história. Por um desejo simples, desprovido de maiores intenções, eis aqui um espaço onde me proponho a compartilhar minha trajetória e falar livremente sobre todo tipo de arte, incluindo a arte de viver.
Bem-vindos ao meu mundo, onde nem tudo é sempre colorido, transparente, leve, mas que guarda em si, todas essas possibilidades...

segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Paraty





Meu pai, com sua profissão me arrastou por meio mundo. Depois a minha profissão me arrastou pela outra metade. Nunca tive raízes em terra alguma e dizer de onde eu sou era sempre um problema, até que encontrei o meu lugar, ao entender que a cidade de um artista é o lugar onde ele sonha, a paisagem de que ele se alimenta, o ambiente que aciona seu desejo de realizar tudo o que é capaz e que cria uma atitude diária de gratidão. Por isso hoje, à quem me pergunta de onde eu sou, respondo com toda sinceridade:
Eu sou de Paraty!

6 comentários:

Calabresa disse...

Só conheço Paraty por fotos. Sempre achei muito bela. Morei em cidades lindas como Salvador e Natal e Recife claro, mas no dia em que conhecer Paraty sei não...
Abração!

a Véia da Teia disse...

essa simplicidade é um luxo!
segundona e tu lá...caminhando por vielas...
aiai.

Gis disse...

Amei as fotos, amei o texto, amo que a gente se conheceu. Eu sou muito sortuda mesmo! Bjos.

Monica Loureiro disse...

To louca para passar uns dias nesta cidade...A propaganda é demais !
Fique com DEUS !

Valéria Martins disse...

Ita, eu amo Paraty. A Rua em frente à Igreja de Santa Rita, que aparece na primeira foto, é a minha favorita na cidade. E já tomei muito benho no Caixa D´aço... Bjs

Simonetta disse...

através do blogmiojo conheci o seu.
muito bom passear por aqui.
amo Paraty, paixão desde criança.
saudades.
quando voltar vou te visitar.
beijocas