O bicho-da-seda é a larva de uma mariposa. Quando nasce mede cerca de 2,5 mm de comprimento. Durante 42 dias alimenta-se sem parar, de folhas de amoreira e sofre quatro metamorfoses.
Quando atinge o tamanho de 5cm, começa então a tecer um casulo branco e brilhante, composto por um único fio. Com um movimento geométrico infinito, em torno de seu próprio corpo, após três dias de trabalho, estará envolta em um casulo confeccionado por um fio de aproximadamente 1200 metros. Se for deixada em paz... Em 12 dias se transformará numa borboleta.
Com esses fios, há quase três décadas, ando tecendo a minha história. Por um desejo simples, desprovido de maiores intenções, eis aqui um espaço onde me proponho a compartilhar minha trajetória e falar livremente sobre todo tipo de arte, incluindo a arte de viver.
Bem-vindos ao meu mundo, onde nem tudo é sempre colorido, transparente, leve, mas que guarda em si, todas essas possibilidades...

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Agora sim!

 
Posted by Picasa


Olha aí o convite da próxima exposição da Charmozérrima Casa de Cultura.
Agora sim, posso me considerar uma mulher de Paraty...
Estou muito feliz!
Fique feliz comigo!

5 comentários:

Calabresa disse...

Parabéns Mulher de Paraty!!!
Estamos aqui super felizes...
Sucesso!
Bj

vida cotidiana disse...

Parabéns você merece, seus trabalhos são dez.
Agora, chique "mulher de Paraty"
bjs

Fabio Fernandes disse...

Me deu vontade de dar os parabéns. Mas confesso que quando vi o convite, o primeiro pensamento que veio em minha cabeça foi a expressão:

AH MULEEEEEKE!!!
hahahahahahahahaha

Parabéns Ita, maneiríssimo hein???

Bjokas.

a Véia da Teia disse...

estava esperando o convite!
um brinde a ti!
quero ver tudoooooo! saber de tudo, quem foi, como foi...que peças que você apresentou!
tudo!

Calabresa disse...

Eita que essa mulher de Paraty anda muito ocupada! Mas eu espero pra saber as novidades...
Abração!!!!