O bicho-da-seda é a larva de uma mariposa. Quando nasce mede cerca de 2,5 mm de comprimento. Durante 42 dias alimenta-se sem parar, de folhas de amoreira e sofre quatro metamorfoses.
Quando atinge o tamanho de 5cm, começa então a tecer um casulo branco e brilhante, composto por um único fio. Com um movimento geométrico infinito, em torno de seu próprio corpo, após três dias de trabalho, estará envolta em um casulo confeccionado por um fio de aproximadamente 1200 metros. Se for deixada em paz... Em 12 dias se transformará numa borboleta.
Com esses fios, há quase três décadas, ando tecendo a minha história. Por um desejo simples, desprovido de maiores intenções, eis aqui um espaço onde me proponho a compartilhar minha trajetória e falar livremente sobre todo tipo de arte, incluindo a arte de viver.
Bem-vindos ao meu mundo, onde nem tudo é sempre colorido, transparente, leve, mas que guarda em si, todas essas possibilidades...

segunda-feira, 11 de agosto de 2008

Leãozinho



Mais um ano na história da nossa eternidade.
Que história linda a nossa!
No começo... era tu e eu
Tu dentro de mim
Tu nos meus braços
Dos meus braços para a rua
Rua que levou-te para uma terra distante
Mais um ano percorrendo as pequenas distâncias
Do bem-querer
Do amar incondicional
Mais um ano de afeição e doçura
De carinho e ternura
Hoje eu cruzo mares e montanhas a tua procura
Com meu olhar ceguinho de saudade
E encontro o teu...
Que é o olhar mais doce e meigo que eu conheço
Que posso oferecer-te nesse dia?
Que ainda queres ou precisas tu de mim?
Resta-me apenas um abraço e uma prece
Colhidos no coração do meu coração
E até que nos encontremos novamente
Possa o vento soprar forte as tuas costas
Possa o sol brilhar quente em tua face
Possa a estrada abrir-se larga a tua frente
Possa Deus guardar-te amorosamente na palma de Sua mão.




2 comentários:

romano disse...

Filho de Leoa...leãzinho é!
Amor de mãe é coisa sagrada mesmo!
Abraço de osso!

Bruno disse...

Adorei a poesia e divulguei no meu orkut! te amo mama!